Entrevista da Semana

Entrevista da semana

Dra. Paula Sobral – Médica Dermatologista

Perfil:

– Qual a sua formação profissional? Médica pela Faculdade de Medicina de Campos, Dermatologista pela Federal do Rio de Janeiro, especialista titular pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e Fellow em Dermatologia Clínica e Cabelos & Unhas pelo Jackson Memorial Hospital, University of Miami. Também membro associado da NARHS – North American Hair Research Society e da WDS – Woman’s Dermatologic Society.

– Resuma a sua trajetória profissional – Me graduei médica pela Faculdade de Medicina de Campos e após ingressei na especialização em dermatologia na UFRJ no Rio de Janeiro, considerada um dos maiores serviços de dermatologia clínica do país. Neste período tive a oportunidade de acompanhar as doutoras Antonella Tosti e Mariya Miteva, em fellowship, no Jackson Memorial Hospital em Miami nos Estados Unidos, referência mundial no tratamento das afecções de cabelos e unhas. Atualmente tive o prazer de retornar à minha cidade natal, onde atuo como dermatologista clínica, cirúrgica e cosmiátrica do Hospital Geral Dr Beda, Hospital Escola Alvaro Alvim e no meu consultório particular. Programo iniciar no ano que vem mestrado em oncologia cutânea, também na UFRJ, instituição que tanto me cativou. Também sou médica concursada da Prefeitura Municipal de Campos. 

– Por que ser médica? Pesquisei bastante sobre a vida e atuação do médico e o que percebi é que a Medicina é uma das mais maravilhosas ciências que o homem desenvolveu, não só pelo conhecimento e técnicas descobertas, mas pelo lado humano e solidário de cuidar e ajudar o próximo em momentos de dificuldade.

– A escolha pela especialidade teve algum motivo especial? Me fascina cuidar do maior órgão do corpo humano e sua multiplicidade de fatores e afecções. Através da dermatologia transitamos entre tantas outras especialidades médicas. Acredito também que a dermatologia tem relação direta com o bem estar e auto-estima.

– O que a especialidade trata? É a especialidade da medicina que se concentra no diagnóstico, tratamento e prevenção das doenças da pele, tecido subcutâneo, cabelos e unhas, abrangendo toda a Dermatologia clínica, cirúrgica e cosmiátrica (área que trata da beleza e alterações estéticas da pele).

– Existe um momento ou idade ideal para procurarmos um dermatologista? Não existe um momento certo, o ideal é que a orientação do dermatologista seja requisitada tanto para tratamentos quanto para prevenção de futuras doenças. A respeito do envelhecimento cutâneo, quanto mais precoce os cuidados, melhores resultados obteremos.

– Quem é Paula? Uma pessoa alegre, animada, determinada e realizada pessoal e profissionalmente. Amo os animais, a música e celebrar a vida.

– Fale sobre a sua família – Sou muito agradecida a Deus pela minha família, exemplo de retidão de caráter, integridade e amor. Sempre me incentivaram e nunca mediram esforços para me orientar pelo melhor caminho. Meus pais, meu irmão e avós são meu orgulho e inspiração, me espelho neles para me tornar cada vez mais uma pessoa melhor.  

– O que costuma fazer nas horas vagas? Gosto de praticar exercícios físicos, viajar e estar com minha família e meus amigos. 

Bate-bola:

– Te assusta: a intolerância
– Vencedor: aquele que não desiste dos seus sonhos
– Viciada em… chocolate (não podia ser alface?! rs)
– Receita do bem estar: paz de espírito
– Não te convence: arrogância
– Tem medo de… falhar
– Tecnologia que não vive sem: celular e applewatch
– Qualidade: perseverança
– Defeito: sou um pouquinho teimosa 
– Família: gratidão
– Cheiro bom: chuva
– Ainda tem jeito: o combate à corrupção
– Esporte que pratica: musculação
– Te emociona: solidariedade
– Sucesso é…conseguir fazer o meu melhor na minha profissão  
– Amigo(a) inseparável: Lara Bohrer 
– Detestável: mentira e injustiça
– Estilo musical: Todos! Do pagode ao eletrônico, passando pelo rock e sertanejo! rsrs
– Tem saudades: infância no sítio e dos almoços familiares
– Nota zero: falta de caráter. 
– Nota dez: respeito ao próximo 
– Religião: meu guia e alicerce
– Deus: amor e fé
– Deixe uma mensagem: Nos dias de hoje, com todo esse padrão de beleza imposto pela mídia, acredito que como dermatologista o meu papel é ajudar as pessoas a se enxergarem de uma maneira melhor, reforçando a beleza intrínseca de cada um. Corpo bonito é o que tem uma pessoa feliz dentro dele.

Entrevista da Semana

Entrevista da semana

Fred William Nicácio – Fisioterapeuta e estudante de Medicina

Perfil:

– Qual a sua formação profissional? Sou fisioterapeuta especialista em terapia intensiva e médico interno do 6º ano da UNIG Campus V – Itaperuna.


– Foi fácil a escolha? Escolha difícil, visto que precisei abandonar a atuação da primeira profissão para seguir e trilhar novos caminhos. Caminhos esses muito duros e difíceis. Seis anos de abdicação e dedicação.


– O que a sua área trata? Atuarei na área de Cirurgia Plástica. Entrarei na residência no ano que vem. 


– Hoje escolheria tudo novamente? Sim, tudo novamente. E provavelmente faria tudo com mais intensidade. 


– O que diria para os que estão começando na medicina? Foco, dedicação, filtro mental e sabedoria. Fé em Deus para continuar firme nos momentos de solidão e perrengue, sejam eles quais forem (financeiros, emocionais, psicológicos, acadêmicos etc…) E  nunca, jamais, em hipótese alguma permita que alguém te diga que seu sonho é impossível ou que você não é capaz. 


Quem é Fred? Fred é coração demais. Deveria ser menos, mas não consegue. Fred é emotivo, é pacífico, é espontaneidade e desarmamento. Fred é sorriso largo e braços abertos. Fred também é esperto e sensitivo. Consegue perceber as nuances no ar e se proteger sempre que necessário. Fred é puro e luz, mas não é ingênuo. 


– Como é o seu dia a dia? Tento me dividir em 5 pra dar conta de tudo. Além das atribuições acadêmicas dentro da medicina, ainda alimento um instabloger sobre meu dia a dia, onde tenho postagens quase que dirias sobre o que sou e o que faço. E nessa rotina entra minha alimentação, meus treinos na academia, meus procedimentos estéticos, minhas indicações de roupas e moda, meus conselhos motivacionais principalmente voltado para pessoas negras, que eu gosto de chamar de Afro-conscientização. E meu namoro – a distância – com o Dr. Fábio Gelonese (um paulista lindo que roubou meu coração).


Fale sobre a sua família. Minha família? Assunto delicado, mas hoje meu relacionamento familiar basicamente se resume a minha mãe, meu irmão mais novo e meu namorado, agrego minhas duas cunhadas e meu sobrinho.

– O que faz nas horas vagas? Nas horas vagas uso meu tempo para viajar e visitar o Fábio. Todo tempo extra que consigo é para tentar passar tempo de qualidade com ele, já que há 3 anos e 7 meses embarcamos em um namoro a distância quando eu ainda estava no meio da faculdade. Ele morando em SP e eu aqui no interior do Rio. Quando não é possível, distribuo meu tempo com as minhas riquezas, que são meus amigos verdadeiros.


BATE- BOLA:
– Estilo de vida – Onde eu consiga conciliar mente e corpo sãos. Juntando meu trabalho ao meu prazer pessoal, ganhando dinheiro para gastar em qualidade de vida, não para acumular bens materiais.
– Um nome marcante – Nicácio 
– O que te faz parar – O medo me paralisa. Mas a sensação de sobrecarga me faz ficar lentificado.
– Não concorda com… Injustiça de qualquer espécie. Na verdade, isso me irrita muito.
– Defina-se em uma palavra – Intensidade 
– Gasta muito com – Roupa
– Momento marcante – Minha formatura
– Que defeito é mais fácil de perdoar – Todos os cometidos ou motivados por ignorância/inocência.
– Se pudesse voltar no tempo o que faria diferente – Teria aproveitado mais os meus avós.
– Qual o seu lema – A semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória.
– Irritante – Pessoas altivas, arrogantes, cheias de si, “donas da razão” e injustas. Só de pensar nelas, minha energia vital já vai lá em baixo.
– Qual a sua ideia de felicidade – Vida saudável com conforto. Se sentir amado e ter a quem amar. Servir como referência para alguém e ser útil para melhorar a vida de outras pessoas.
– Família é…Base, alicerce, sustento. Mas com a maturidade, tenho tido a possibilidade de enxergar que família é um conceito próprio e mutável. Encontramos família, ou seja, base, alicerce e sustento, em amigos e outras pessoas que não necessariamente tem o mesmo sangue que a gente.
– Decepcionante – Lobos em pele de cordeiro.                                                       – Atividade favorita – Viajar e conhecer novos lugares, mas principalmente, novas pessoas. Eu amo me conectar com gente de verdade. Pessoas estranhas me atraem!
– Se não fosse médico seria…Eu adoraria ser publicitário. Na verdade, foi a primeira profissão que eu me lembro de ter desejado. 
– O que admira nos amigos – A lealdade e a irmandade deles comigo. Os meus poucos, são amigos até nas horas mais difíceis. 
– Time – Vasquinho, né?! Coitadinho. 
– Tem vergonha de… Tenho vergonha de gente hipócrita. Dá nojo, na verdade. Pessoas que ostentam um discurso e jogam um peso sobre outras pessoas que elas mesmas não conseguem aguentar. 
– Religião – Apenas uma forma da sociedade tentar organizar na sua pequenez humana, algo muito maior que eles.
– Deus – Deus é a essência do amor. Se não há amor, não há Deus. Palavras e atitudes sem amor, nunca ecoarão de forma positiva. 

– Deixe uma mensagem: Quero aproveitar o ensejo e agradecer a todo carinho que tenho recebido pelas redes sociais ao longo desses anos que venho me destacando no cenário nacional como referência na luta contra a desigualdade racial no Brasil, eh uma honra e um privilégio muito grande ter sido escolhido como representante da minha gente, do meu povo. E ao mesmo tempo, uma grande responsabilidade de ser voz para milhares de pessoas que olham pra mim orgulhosos de minha caminhada, e que veem em mim uma referência e uma esperança.  Deixo a frase minha que ficou marcada e viralizou na Tv e internet:“ É tempo de falar, de representar e existir. Porque lugar de negro é aonde ele quiser estar, não aonde disseram para ele ficar. “
Obrigado Vânia e ao grupo Folha da Manhã pelo convite!

Designer: Aldir Mata

Entrevista da Semana

Entrevista da semana

Karla Carvalho – Engenheira de Produção e Empresária

Perfil:

– Qual a sua formação profissional? Sou formada em Engenharia de Produção pelo ISECENSA e Empresária.

– Faça um breve resumo sobre a sua trajetória profissional. Desde muito nova trabalho na empresa da minha família, onde conciliava a minha faculdade de Engenharia de Produção, tive uma grande experiência trabalhando em uma das maiores multinacionais do País, que foi a Petrobras, onde pude aprender muito, logo após retornei e continuo até hoje trabalhando na empresa junto com a minha família.

– Como está sendo a experiência de estar casada e ser mãe tão nova? Foi tudo muito novo e rápido para mim, mas com certeza uma experiência única e maravilhosa, que me fez crescer e desenvolver como mulher.

– Como administra o seu dia? Eu amo acordar cedo com a energia. Me divido entre os afazeres da casa, cuidar do filho, empresa. Não abro mão dos meus treinos na academia, um hobby que sou apaixonada.

– Fale sobre a sua família. Família é a base de tudo!! Sou muito feliz e grata pela minha, eu e meu marido nos conhecemos em momentos inesperados em nossas vidas, no verão por meio de amigos em comum. Logo após nessa mesma época fiz uma viagem religiosa para o Equador, para visitar a matriz da Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso, a qual eu e minha família somos devotos, onde tenho a certeza do qual recebi muitas bençãos, assim que retornei eu e o Jayme logo começamos a namorar, de lá pra cá nunca mais nos separamos, com 2 anos e meio de namoro, ficamos noivos, logo em seguida descobrimos que estávamos grávidos, onde foi uma surpresa para todos nós,  nos casamos na igreja e logo após tivemos o nosso filho Lorenzo, que é a maior alegria das nossas vidas, mudando totalmente nossa maneira de ver a vida, nos transformando cada dia mais, com novos aprendizados e conhecimentos que um ser tão pequeno pode nos ensinar. 

– Quem é Karla? Uma menina mulher, mãe e esposa de bem com a vida, determinada em alcançar os seus objetivos. Se considera em constantes aprendizados sobre a vida e acredita que somos livres para as nossas escolhas.

– O que costuma fazer nos momentos de folga? Gosto de aproveitar meu tempo de folga com meu filho Lorenzo, meu marido, minha família e meus amigos. Adoro também pegar uma boa praia, estar em contato com a natureza, viajar e ler livros.

Bate-bola:

– Tem paixão por – Natureza
– Exemplo a ser seguido – Meu pai
– Ser mãe é… Descobrir o maior amor do mundo
– Infeliz – Jamais
– Tem medo – Filme de terror
– Te deixa triste – Notícias ruins
– Alegria – Família reunida
– Filme que pretende assistir – Contos para Deus
– Não sai da sua boca – Palavras negativas
– Se defina em uma palavra – Sonhadora
– Cor preferida – Verde
– Mentira – Tem perna curta; detesto
– Mania chata – Perfeição
– Maior conquista – Minha família
– Não faria novamente – Nada daquilo que me tira do sério
– Não abre mão de… uma boa alimentação 
– Perfeito – Só Deus
– Tem orgulho de… minha busca constante pela evolução
– Doce que não resiste – Petit Gateu
– Animal que adoraria ter – Um cachorro Gold Retriver
– Som que te acalma – Mantras
– Momento agradável – Fim de tarde com um por do sol especial
– Religião – Católica
– Deus – Tudo na minha vida
– Deixe uma mensagem: Faça tudo o que tiver que fazer, tudo aquilo que seu coração CONVOCA. Aquilo que QUANDO VOCÊ imagina, seu corpo arrepia e sua alma VIBRA.

Designer: Aldir Mata

Entrevista da Semana

Entrevista da semana

Dr. Gustavo Cunha Rodrigues – Médico

Perfil:

– Qual a sua formação profissional?

Sou médico formado pela FMC,  com residência médica em cirurgia geral e videolaparoscópica no Hospital Orêncio de Freitas/RJ. Além disso, possuo titulo de especialista em cirurgia pelo CBC/AMB, para o qual também se requer aprovação em prova específica. Sou membro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da Sobracil- Sociedade Brasileira de Cirurgia Videolaparoscópica.

– Fale sobre a sua especialidade e sobre a sua área de atuação profissional. A cirurgia videolaparoscópica é utilizada em vários segmentos, tais como aparelho digestivo, ginecológica, cirurgia da endometriose e bariátrica. Em alguns casos a cirurgia deve ser feita pelo método tradicional, por ser inviável a videolaparoscopia, como por exemplo cirurgias de tireóide. Atuo em todas essas áreas. 

– Tem mais médico na família? Sim

– Você teve influência de alguém? Não. Lembro que desde criança sempre disse que queria ser médico.

– O lado bom e o lado ruim de ser médico. O lado bom é poder ajudar as pessoas a terem uma saude melhor. Sinceramente, não vejo um lado ruim.

– Quem é Gustavo? Sou um cara tímido, realizado, que valoriza a família e as amizades.

– Fale sobre sua família? Minha família é minha segurança, meu refúgio, meu propósito de vida. Sou casado há 14 anos e tenho 1 filha linda.

O que faz nas horas vagas? Depende. Gosto de ler artigos médicos atuais sobre a minha área de atuação, ou encontrar com amigos, ou ainda assistir a esportes na TV.

Bate-bola:

– Sem perdão – Falsidade
– Adoraria conhecer – Escócia
– Merece aplausos – A sinceridade
– Violento – Guerra
– Fato que te marcou – Nascimento da minha filha
– Família é…   Meu porto seguro
– Seu estilo  – Informal
– Miserável – É todo aquele que não pensa no próximo
– Cor preferida – Azul
– Surpresa agradável – Visita de amigos
– Te comove – Uma criança abandonada
– Fruta preferida – Caju
– Som que te acalma – Blues
– Motivo de alegria – Minha familia
– Estilo musical – Rock/Blues
– Ideal de vida – Buscar sempre ser um profissional melhor
– Perigo – A indiferença
– Inimigo – Ansiedade
– Mico que já pagou – Não danço bem
– Qual esporte que você pratica – No momento nenhum.
– Animal de estimação – Cachorro
– Time – Flamengo
– Ídolo – Zico
– Religião – Católica
– Deus – Uma força inexplicável
– Deixe uma mensagem: ’Sucesso é conseguir o que você quer. Felicidade é gostar do que você conseguiu.” ( Dale Carnegie)

Dr. Gustavo Cunha Rodrigues – Cirurgia Geral – Cirurgia Bariátrica – Cirurgia Videolaparoscopica CRM/RJ:5266201-1 (22)981111494 (22)30524617

Designer: Aldir Mata

Entrevista da Semana

Entrevista da semana

Edilane Marques – Nutricionista
Perfil:
– Qual a sua formação profissional?
Sou formada em nutrição (Estácio) e pós graduada em nutrição materno infantil (Unyleya). Desde abril faço nutrição materno infantil na prática, em São Paulo (GERAR) finalizando no início de Dezembro. Ano que vem começa a pós em Nutrição Funcional da Concepção à Adolescência (VP São Paulo).


– Faça um resumo sobre a sua trajetória profissional. Sempre amei a área da saúde, e vi na nutrição a base para se ter uma qualidade de vida e aplicar em mim a educação nutricional; sempre briguei com a balança. Fui uma criança “fofinha”, minha cultura era que criança feliz era criança que comia doce. Graças à Nutrição Materno Infantil consegui mudar muitos pensamentos como esse, criança precisa de amor e atenção. Fui me apaixonando pelo mundo materno infantil. Na graduação eu percebia o meu interesse ainda maior quando o assunto era gestacional e infantil. Quando finalizei a faculdade eu estava grávida, então vivi na prática esse mundo mágico. E quando chegou a hora da introdução alimentar do meu filho, meu Deus foi ainda mais encantador. Me joguei nos estudos e me atualizo muito. Amo Estudar!

– Sempre pensou em ser nutricionista ou alguém te influenciou?
Quando mais nova tinha vontade de ser pediatra, aquele sonho de criança e de usar branco rsrs…Mas aquela criança que brigava com a balança precisava da nutrição! E lá fui eu conhecer o poder dos alimentos, esse mundo corpo x alimento. 

– Quais as vantagens e desvantagens da profissão?
A vantagem é possibilitar que as pessoas tenham mais qualidade de vida e façam escolhas alimentares melhores. E que desde a pré-concepção (gestação) a nutrição se mostra fundamental.A desvantagem é a facilidade que se tem hoje em buscar informação pela internet e muitos já se sentirem capacitados para exercerem nosso papel. 

– Os pacientes estão mais conscientes e obedecem as suas recomendações?
Ao meu ponto de vista acredito que sim. O  público materno infantil tem crescido muito, e muitos já sabem que uma alimentação correta na gestação e infância será primordial para que essa criança se torne um adulto com mais qualidade de vida. 

– Você procura seguir o que você recomenda? Seja sincera, rsrs.
Procuro sim rsrs, não sou a que fala “faça o que eu digo mas não faça o que eu faço”.Acho que assim a gente consegue ser mais feliz e realizada na profissão, mostrando que é possível, ensinando como agir em cada fase e tendo equilíbrio. 

– Quem é Edilane?
Aquela que ama dar risada. Me considero alegre, sonhadora e de uma fé inabalável. Amo música; através dela consigo muitas vezes esquecer algo ruim. Sou muito graça a Deus pela minha família, tenho um filho alegre, saudável e cheio de energia. Um marido que não mede esforços para me ajudar, por acreditar em mim e embarcar nos meus maiores sonhos. 

– Fale sobre sua família.
Sou casada há sete anos, tenho um filho de dois anos e dois enteados maravilhosos, que desde o início me receberam de braços abertos.

– O que costuma fazer nas horas vagas?
Ficar com meu filho, sair com meu marido e com os amigos. 

Bate-bola:
– Sem noção – Julgar os outros

– Maldoso – Amizade por interesse

– Cor preferida branco

– Pessoa agradável A que sabe ser empática

– TV ou celular Celular

– Dor Qualquer maldade com criança me causa dor

– Desnecessário falsidade

– Irresistível A Educação

– Frustrante Desistir de um Sonho

– Tentação que não resiste Chocolate

– Dia ou noite Dia

– Mulher inteligente Minha Professora Karine Durães

Homem elegante Meu Marido

– Tem medo de Não ver meu filho crescer

– Estilo de vida Ser feliz

– Filme para assistir Comédia

Te deixa sem graça Chamar minha atenção na frente dos outros

– Teatro ou cinema Cinema

– Admirável O Respeito

– Perfume O cheirinho do cangote do meu filho

– Não acredita Em Política

– Lugar ideal para o descanso Praia

– Adora quando Sou surpreendida

Te faz rir Meu filho

– Religião Deus

Deus TUDO

– Deixe uma mensagem: 
“Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana”.Que a área da saúde possa olhar o próximo com mais respeito e empatia.

Designer: Aldir Mata