Educação

Inclusão escolar na Prática

​O post de hoje vai falar sobre o objetivo do evento II Jornada Pedagógica Brilhantemente, promovido pela Empresária e Advogada Keila Chicralla.

Na primeira jornada, que foi com o Dr. Clay Brites, leia aqui, o foco foi descrever quais eram os transtornos de aprendizagem.

Inclusão escolar

Nesta etapa, em continuação da anterior, a temática central girou em torno da INCLUSÃO ESCOLAR na prática. A Advogada Keila Chicralla, responsável pela Brilhantemente, falou dos aspectos legais que envolvem tanto os responsáveis pelos alunos quanto os gestores da escola, dando objetividade e clareza a um aspecto tão controvertido e intrincado desta relação.

Exemplos clássicos se manifestam nas seguintes perguntas: pode negar matrícula? Quais documentos deve-se exigir? Pode ser exigido laudo? Temas esclarecidos com base jurídica, até mesmo indicando o dispositivo legal que dá suporte. Tudo de forma simples, para quem não domina o Direito entender facilmente.

Parte pedagógica

Na parte pedagógica, que ficou por conta da Raquel Toniolli, uma das responsáveis pelo programa Mackenzie Inclusivo, foram trazidos de sala de aula os casos que passam pelo programa. É bom que se diga que o trabalho do Mackenzie Inclusivo visa adaptação de prova, adaptação de conteúdo, manejo de turma, como fazer, como lidar com a criança em sala de aula, etc. Também mereceu especial atenção o conceito de que inclusão não é só matrícula; inclusão não se limita na matrícula; que, na verdade, inclusão é para todos aprenderem juntos, só que cada um tem o seu tempo.

E as questões se sucedem, e o evento avança em variedade de assuntos e aprofundamento das abordagens.  Por que que tem que ser sempre escrito?
Por que tem que ser da mesma forma para todos?

Surge, a certa altura, a questão do disléxico, porque a habilidade que estão usualmente pedindo-lhe como forma de demonstrar o conhecimento, que é pela pela escrita, é demasiadamente rigorosa, pois ele tem suas particularidades. Enfim, um evento que funciona como divisor de águas na realidade pedagógica do município.

E para finalizar, a frase da Dra. Keila Chicralla: “Inclusão não se limita à matrícula; sob pena de caracterizar exclusão. Inclusão é todos aprenderem juntos, o que não quer dizer aprender a mesma coisa nem mesmo serem testados da mesma forma.”

Raquel Toniolli e Dra. Keila Chicralla

Fotos: Fernando Cerqueira

Vania Carvalho

Escrito por Vania Carvalho

Campista, caçula de uma família de 9 filhos, casada há 23 anos com o advogado Ralph Pessanha e mãe de Bianca e Bruno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *