Entrevista da Semana

Entrevista da semana na Folha Estilo

Dra. Mariana Campinho Bacelar da Silva – Advogada

– Qual a sua formação profissional?

Sou graduada em Direito, no ano de 2006, pela Faculdade de Direito de Campos, hoje denominada UNIFLU. Pós-Graduada em Direito Público; em Direito Privado e em Direito Processual Civil sob a ótica do Novo Código de Processo Civil. Atualmente curso o mestrado em políticas sociais na UENF, na condição de aluna especial.

– Em que momento você optou por ser advogada?

A herança familiar foi um fator importante para a escolha na carreira do Direito, em função ter meu pai, meu irmão, primos, enfim; o Direito sempre faz parte das conversas de família e isso me entusiasmou. Confesso que realmente me formei com a perspectiva de prestar concurso público, mas havia um requisito obrigatório para a aprovação: ter prática jurídica. E assim me encontrei na advocacia. 

– Hoje faria a mesma escolha?

Com toda a certeza. Adoro o que faço. 

– Fale sobre a sua área de atuação.

Sou umas das sócias fundadoras do Escritório de Advocacia QFCSN Advogados Associados. Integro uma equipe de 05 sócios e 02 advogadas associadas. A nossa ideia foi formar uma equipe competente e diversificada em suas áreas de atuações, podendo assim garantir sempre a satisfação dos nossos clientes. Atuo nas áreas do Direito Cível e do Direito Tributário, nas esferas preventiva e contenciosa.

– Qual o lado bom e o lado ruim de ser advogada?

O interessante de ser advogada é encarar cada demanda trazida pelo cliente como um novo desafio a ser alcançado. Ao lado ruim – acredito que em todas as profissões há sempre algum ponto que nos traz inquietação – escolho não dar relevância, preferindo antes considerar a dificuldade como um chamado, um “vamos à luta”.

– O que diria aos que estão começando?

Que tenham calma no percorrer do caminho. A carreira da advocacia depende do tempo para ser sedimentada.

– Fale um pouco sobre a sua família.

Sou casada com Pedro há 8 anos e temos duas meninas, nossos grandes amores: Antônia – 5 anos e Carolina – 1 ano.

Quem é Mariana?

Otimista, determinada e focada em seus objetivos.

– O que faz nos momentos de folga?

Meus momentos de folga são todos para minha família, seja na minha própria casa, seja na casa dos meus pais ou de meus sogros.

Bate-bola:

– Surpresa boa: Quando recebo visitas de minhas filhas no meio do dia.
– Não te convence: Arrogância.
– Programa de final de semana: Estar em família e com amigos.
– Viagem por fazer: Sempre que posso invento uma viagem. Conhecer outras culturas é uma das formas de ampliar nossa visão de mundo.
– Adoraria conhecer: A Indonésia. Sou encantada pela beleza natural deste lugar. Quem sabe será o próximo destino?
– Pecado: O egoísmo (raiz de todos os outros).
– Mentira: Covardia humana.
– Tem admiração por: Meus pais. Merecedores deste destaque pela integridade e sabedoria que apresentam em todos os aspectos da vida. Sempre presentes na minha vida e de minhas filhas.
– Como gosta de ser chamada: De Mariana mesmo. Não tenho nenhum apelido especial.
– Melhor parceiro: Meu marido.
– Tira você do sério: A mentira e a injustiça.
– Estilo musical: Gosto de todos os tipos de música, em especial a música popular brasileira em sua essência.
– Não perdoa: Pessoa desonesta.
– Fidelidade: É ser íntegro aos seus princípios e valores.
– Mulher elegante: Eu, rsrsrs.
– Um homem inteligente: difícil responder. Tenho sorte de conviver com homens inteligentes em família e no trabalho. E de mulheres inteligentes também (por que não?).
– Não vive sem: Minha família.
– Precisa conhecer: Um Brasil menos desigual, mais feliz, em que a justiça esteja assegurada a todos. 
– Doce ao qual não resiste: Chocolate, seja qual for.
Religião: Católica.
– Deus: Força e fé.
– Deixe uma mensagem: Em um mundo onde o movimento de críticas e revisão da Modernidade tem-se ampliado, nós, profissionais do Direito, precisamos estar atentos para trazer à tona o fenômeno da Ética cada vez mais na perspectiva de estabelecer cenários para a integração humana.– 

Vania Carvalho

Escrito por Vania Carvalho

Campista, caçula de uma família de 9 filhos, casada há 23 anos com o advogado Ralph Pessanha e mãe de Bianca e Bruno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *