Etiqueta

Etiqueta: cumprimentar de forma correta

COMO VAI VOCÊ?
Cumprimentar de forma correta é um ato de elegância. Quantas pessoas entram nos supermercados, shoppings e agências bancárias sem ao menos acenar com a cabeça para o segurança que fica na recepção?

Funcionários de serviço de limpeza são transparentes para você? Então, amigo, comece a desconfiar do seu grau de etiqueta. A pessoa verdadeiramente cordial cumprimenta a todos, independente do grau de intimidade ou da classe social.

CUMPRIMENTOS DIFERENCIADOS
É claro que não cumprimentamos a todos da mesma forma. Há diferenças de acordo com o grau de intimidade. Com os mais chegados, podemos cumprimentar com beijos no rosto.

Mas este tratamento não é aconselhado em reuniões formais de trabalho, por exemplo, onde o mais correto seria o aperto de mão.

CUMPRIMENTANDO UMA MULHER
A mulher define o grau de intimidade com que será cumprimentada. É ela quem deve estender a mão, indicando que aceita este tipo de cumprimento. Se não fizer isso, o homem a cumprimentará apena com um aceno na cabeça e com palavras: “Como vai a senhora?”

Se a mulher estiver sentada e um homem se aproximar, ela não precisa se levantar para cumprimenta-lo, mesmo que todos os demais membros da mesa (sendo homens) se levantem. Claro que, se for uma pessoa idosa ou o anfitrião da festa ou homenageado, a mulher deve ter a consideração de se levantar para o cumprimento.

SEM TOQUES
Há pessoas altamente sinestésicas que adoram o toque. Mas há aqueles que odeiam e o consideram inadequado. O correto é evitar tocar no seu interlocutor enquanto conversam. Homens, não coloquem a mão na perna da mulher que está em sua carona. Nunca!

CUMPRIMENTE COM SATISFAÇÃO
Algumas pessoas seguram uma mão de forma tão fraquinha que parecem não estar a fim daquele cumprimento. Segure com vigor e com sorrisos, demonstrando que é um prazer encontra-lo ali. Nunca cumprimente com sorrisos tortos ou irônicos. É feio, altamente deselegante, depõe contra você.

A ANFITRIÃ EM PRIMEIRO LUGAR
Já falei aqui em outras ocasiões. Cumprimente sempre o dono da festa ou da casa ao chegar num evento. Depois fale com os demais presentes.

DO MENOR AO MAIOR
É sempre o menos importante que se refere ao mais importante. O jovem ao idoso, o homem à mulher, o empregado ao patrão. Na hora da presentação, lembre-se disso.

Apresente o menos famoso ao famoso e por aí em diante. Quanto ao beijo, a pessoa mais importante toma a iniciativa, demonstrando que nível de intimidade ela aceitará. 

BEIJA MÃO
O homem elegante pode pegar a mão de uma mulher e se curvar para beijá-la. Não levanta a mão até sua boca, mas ele se curva. Porém, não encosta os lábios em sua pele dando um estalo lambuzado. Apenas aproxima. Por falar em beija-mão, uma pessoa não religiosa não é obrigada a beijar a mão de uma autoridade eclesiástica, apenas quem pactua com aquela crença.

Etiqueta

​As etapas da refeição à moda francesa

As 7 etapas da refeição

​Ao ver pequenas porções nos pratos franceses, você pode pensar que​francês não gosta de comida. Mas engana-se redondamente quem pensa​ que francês come pouco.

O francês ama comida. Tanto que o serviço mais​ requintado é o da terra do rio Sena. Na França, horário de almoço é​ sagrado. Para tudo para que a família ou colegas de trabalho se reúnem​ em torno de um, não, vários pratos. Sim, a refeição tradicional francesa​ tem sete etapas.

Não se assuste

Conhecer as etapas da refeição francesa não é nenhum bicho de sete​ cabeças. Antes do prato principal com suas guarnições, vem a entrada. A​ entrada fria antecede a entrada quente.

salad

Por exemplo, se houver salada e sopa, sabe-se que a saladinha será servida antes da sopa, ou creme, ou​ consomé. Simples assim. Lembra daquela mesa farta de frios quando você​ vai a um casamento ou formatura?

Aquilo é exatamente a entrada, que é​ servida num prato menor. Nem sempre o prato está sobre o prato​ principal, na sua mesa. Ele pode estar ali, na mesa de frios, ou numa mesa​ de apoio próxima. O couvert também é uma entrada fria.

Prato principal

O prato principal é uma carne, em geral. Se forem servidos os três tipos de​ carne, lembre-se desta ordem: primeiro o peixe, em seguida a ave, por​ último a carne vermelha.

Mas a etiqueta manda você optar por apenas​ uma delas, ok, glutão? E as guarnições acompanham. Elas podem ser o​ arroz (ou risoto, ou massa), uma batata ou qualquer outro carboidrato,​ por exemplo.

Queijos

Os franceses gostam tanto de queijo que eles se fazem presentes na​ refeição, logo após o prato principal. Basta uma fatia, que pode ser​ apresentada com uma cobertura de geleia. Quem já foi a um cruzeiro, por
exemplo, acompanhou todas estas etapas.

Sobremesa

Todo mundo sabe a hora de comer a sobremesa. É quando você já comeu​ tudo o que é de sal. Na hora de servir a sobremesa em casa, é preciso​ recolher da mesa tudo o que acompanhou os pratos salgados.

Retire não​ apenas as travessas (se você as dispôs à mesa, como é comum no serviço​ informal brasileiro), como também azeite, saleiro, molhos etc..​

Licor e café

É exatamente nesta ordem. Primeiro o licor. Por último o cafezinho, que​ fecha a refeição. Se estiver em casa, você pode levar seus convidados para​ a sala de estar e servir ali o licor e o café.

Também pode deixar numa mesa de apoio o licor cercado de petit fours e também o cafezinho com​ pequenos chocolates, sobretudo amargos ou de menta. Hummmmm… Ficou com vontade?

Etiqueta

Como ser educado sempre

Mostre educação mesmo a quatro chaves

Íntimo

Existe lugar de mais intimidade que o banheiro? Pois então, utilize-o​ realmente para sua privacidade. Ninguém precisa saber o que você faz ai​ dentro. Por isso, te darei dois conselhos básicos:

Local do crime

Primeiro, use o banheiro como o local de um crime. Não deixe vestígios de​ sua presença. Sujou? Limpe. Abriu? Feche. Nada de toalhas emboladas​ depois do uso, tapete amassado, cabelos pelo chão, piso ou pia molhados,​ vaso com a tampa levantada.

Vá sozinho

Não estou falando em uma amiga, na festa ou restaurante, te acompanhar​ até a área comum. Mas não precisa entrar com você no box do vaso, não​ é? Nem mesmo convidar a visita da sua casa para entrar com você no​ banheiro.

Particularmente, sou bastante contra aqueles projetos​ arquitetônicos com duas cubas na pia. Servem pra quê? Pra um ficar​ assistindo ao outro cheio de espumas na boca? Acaba com qualquer​romantismo.

O sabonete

Nunca use o sabonete do rosto para tomar banho. Aliás, o mais indicado e​ higiênico é disponibilizar sabonete líquido para as mãos e o rosto. Como​ este sabonete e usado por muitas pessoas (família toda e ainda pelas
visitas), é o mais correto.

Para o banho, o ideal é que cada pessoa tenha o​ seu. Se não for o caso, lembre-se de que passamos o sabonete nas mãos e​ a espuma no corpo. Terminou de usar, deixe o sabonete ​perfeitamente​ limpo, sem espumas.

O vaso

Meninos, xixi não é whisky. Não fica melhor com o tempo. As coisas só​ pioram. É tão difícil assim apertar um botãozinho chamado descarga?​ Sobre o assento do vaso, ele só precisa estar levantado enquanto você o
utiliza. Terminou, deixa na posição devida: fechado.​ 

Papel higiênico

Uma boa dona-de-casa nunca deixa este item faltar. E ainda deixa rolos de​ reserva à vista. Não há nada mais desagradável que descobrir que não há​ papel na hora de usá-lo.

Não coloque o rolo lacrado para o uso. Jogue o​ primeiro pedacinho fora. Se preferir, pode fazer um triângulo na ponta,​ uma técnica japonesa. E nunca esqueça: Não use o papel amassado, mas​ dobrado. Jogue na lixeira com a sujeira para baixo.

Espaço de todos

Não use o banheiro como se ele fosse só seu. É um grande desrespeito,​ principalmente se há fila para o toilette ou se há mais gente querendo​ entrar no banho. Na casa de alguém, jamais demore no chuveiro quente​ ou se sinta tão à vontade a ponto de cantar alto.

Etiqueta

Como se comportar com calma e equilíbrio

Você é barraqueira?

Você já fez algum barraco? Já foi vítima de algum barraco? Primeiro quero falar para você que já deu algum barraco. Se está lendo esta matéria, gosta de assuntos de Etiqueta e sabe que barraco não é uma coisa legal. Mas se foi apenas uma vez na vida porque não conseguiu aguentar, até está perdoada. Lembre-se desse episódio que certamente não foi legal e  delete da sua mente.

Até animais se controlam

Mas… se você costuma fazer barraco, reveja seus hábitos. Vá a um psicólogo e busque conseguir o controle de sua vida, porque já deu pra perceber que você não tem. Lembre-se de que até os cachorros e outros animais são adestrados e conseguem se controlar.

Respeite o espaço do outro?

Uma pessoa educada sabe o que é respeito e que o seu espaço termina quando começa o do outro. Temos que respeitar. Se alguém te magoou, resolva a dois ou deixe a amizade de lado. Se alguém te lesou, resolva na justiça, mas não precisa contar ao mundo algo mais negativo a seu respeito do que a respeito do outro.

Respeite sua imagem e a do próximo

As pessoas tem uma imagem a ser construída. Se você quer destruir a sua, não destrua a do outro. Não é seu direito. Há pessoas que no barraco ainda falam inverdades, o que é ainda pior.

Ofender é crime

Lembra-se de que no passado as pessoas ofendiam com discursos de ódio? Hoje até a Constituição Federal defende esta questão. Não dá mais pra discriminar pessoas chamando de gordo, negro ou gay. Fazer barraco é ofender do mesmo jeito. E se você sofreu um barraco? Você tem direitos legais a respeito da situação, porque ninguém pode te difamar, fazer agressões psicológicas ou ameaças físicas. Uma medida restritiva é a saída legal em muitos casos para evitar repetições.

Procure um Psiquiatra

Já pensou que além de ser deselegante você passa por um distúrbio psiquiátrico? Vá a um profissional e se cuide! Se costuma fazer tanto barraco, provavelmente você envergonha a sua família e amigos. Aliás,
como anda seu círculo de amigos? Você realmente quer ser esta pessoa?

Fotos: Divulgação Internet

E aí, vocês concordam com o que disse a Professora de Etiqueta Débora Batista?

Quero saber a opinião de vocês 🙂

Beijinhos e até mais!

Etiqueta

Etiqueta para visitar recém-nascidos

Lembre-se do presente

É comum, quando visitamos um bebe que acabou de nascer, que levemos um presentinho. Evite, no entanto, presentes que possam causar alergia, como bichinhos de pelúcia ou roupinhas de lã.

O irmão mais velho

Se o bebê que acabou de vir ao mundo tem um irmãozinho, este pode estar com muitos ciúmes. Aquela criança que era o centro das atenções e mimos passa a ficar até mesmo invisível no dia em que o
irmãozinho chega. Por isso, lembre-se de cumprimentar a criança com festa, antes de ver o bebê. Peça que ela lhe mostre o novo membro da família. Se possível, dê um presente para ela também.

Proteja o bebê

Bebês recém-nascidos não foram vacinados. Você tem vários vírus e bactérias no organismo e é imunizado contra elas. A criança ainda não. Por isso, evite beijos, sobretudo no rosto e nas mãozinhas.

Colo

Não peça para pegar o bebê no colo. Deixe que a mãe ofereça. E siga todo o protocolo sugerido. Higienize as mãos com sabão e álcool gel.

Fotografias

Não peça para fotografar o bebê, a menos que os pais toquem no assunto consentindo. Também não publique a foto em redes sociais sem o consentimento dos pais. Lembre-se jamais use o flash. A alta exposição de luz pode causar cegueira.

Matéria super fofa, né, gente?