Comportamento

Comportamento: me dá uma carona aí?

​Angélica ia de táxi. Mesmo em tempos de Uber, 99, Moby, bla bla car e​ tantas opções que a tecnologia proporciona, muita gente gosta mesmo é​ de ir de carona. Nada mal ser carona ou oferecer uma carona. Mas dá pra​ ser elegante ou bastante incoerente nestas horas. Quer ver só?

Nada de comidas e bebidas

Não é elegante comer andando pela rua ou dentro de um automóvel.​ Lugar de comer é à mesa. Se você está de carona, piorou. Jamais abra um​ pacote de biscoito ou uma garrafinha de refrigerantes quando estiver nesta situação.

Aquela empadinha que suja tudo e que deixa um cheirinho​ de camarão impregnado, nem pensar. Há pessoas que ficam bastante​ irritadas com esta atitude. Se tem crianças, não deixe que coloquem o pé​ no banco da frente.

Destino iguais

Em primeiro lugar, carona é mais para oferecer do que para pedir. Mas há​ exceções, claro, principalmente quando há muita intimidade e quando​ você sabe que o destino da pessoa é o mesmo que o seu.

Porém, é muito​ inconveniente alguém que mora no oposto de você, estar sempre pedindo​ uma “carona” para casa. Uma vez ou outra pode ser necessário. Mas​ quando vira rotina, corre o risco de se tornar uma pessoa evitável.

No portão

Se você é o motorista, nunca se esqueça que uma pessoa elegante não​ conhece esquina. Tem que pegar e deixar na porta de casa, sobretudo à​ noite. E esperar a pessoa abrir o portão para você seguir adiante. Se você​ é a carona, mande um zap perguntando se o outro chegou bem. É gentil.

Pontualidade

Oferecendo ou recebendo carona, seja pontual. Se você é carona, seja​ mais pontual ainda. É muito desagradável ter que esperar pela carona que​ nunca chega, principalmente em ruas movimentadas onde é impossível​ estacionar.

Mil pedidos

E aquela carona que te pede pra dar uma passadinha em vários lugares?​ Ou que ainda chega de surpresa com uma ou duas amigas que moram​ também em opostos? É para uma vez e nunca mais!

Atenção

P.S.​ Nunca pegue carona com estranhos. Não é por etiqueta. É por segurança!​ Não peça nem ofereça carona em carros oficiais. É ilegal. Não peça carona​ ao sexo oposto casado, pode gerar brigas.

Não atenda o celular em alto​ som nem peça pra mudar o som! Nunca! Use o cinto de segurança. Carona​ de moto sem capacete também não dá. Também não apareça com seu​ animalzinho sem avisar.

Comportamento

Comportamento sem noção: o que fazer?

É muito sem noção

Existem comportamentos que não são apenas fata de educação, de​ respeito, de elegância. São também muita falta de noção de quem os​ pratica. Será que você já passou por isso ou já praticou algum? Se liga!

Ser sincero demais

Fazer comentários negativos a respeito da família de alguém. As pessoas​ muitas vezes se ofendem mais quando alguém critica seu marido, sua​ esposa, mãe, pai, irmão, filho do que quando a crítica é para ele mesmo.​ Isto acontece porque temos um reflexo de proteção pelas pessoas que​ amamos. Mesmo que o comentário possa ser inocente, ou que possa ser​ dito em tom de brincadeira, não fale nada que seja ofensivo e que você​ não gostaria de ouvir.

Mais higiene por favor

Nada mais desagradável que conversar com quem resolveu fugir do banho​ ou de escovar os dentes. Ou ainda, com quem fala com a saliva chegando​ ao interlocutor. Ou ainda ficar um tempo ao lado de quem não para de​ tossir e não coloca a mão na frente da boca.

Chega de negativismo

Você tem um amigo que só vê seu lado negativo? Que tem lupa para os​ seus problemas? Que sempre tem uma opinião contrária a fazer sobre o​ que você falou e sempre contesta sua opinião de forma agressiva? Seja
leve, deixe o comportamento tóxico de lado. Não queira rebaixar alguém​ por pensar ou ser diferente de você. Seu amigo tem uma característica​ que você odeia? Certamente você também tem alguma bem​ desagradável. Somos todos imperfeitos. Pare de apontar para o erro dos​ outros. Seja alguém agradável de se ter por perto.

Tira o olho grande daí

Algumas pessoas não resistem à ideia de pedir emprestado algo dos​ outros que as agrade. Seus olhos brilham quando veem qualquer coisa em​ posse de terceiros. Roupas e acessórios das amigas, livros, CDs e até​ mesmo carros… O pior ainda é quando alguém pede emprestado o que​ não tem condições de devolver, se danificar ou perder. E há ainda aqueles​ que nunca devolvem. Tente se contentar com o que você tem e tire esse​ olho grande daí.
E você? Que comportamento considera muito sem noção? Diz aí!

Comportamento

Dicas de comportamento: visitando um amigo

Visitando os amigos

Vamos falar aqui entre nós. Você se comporta na casa dos outros como​ gostaria que se comportassem na sua? Tem gente que é tão sem noção​ que vira persona não grata na casa dos amigos. O fato é que no fundo
todo mundo sabe como se comportar bem, mas alguns realmente​ precisam de um toque. De uma forma ou de outra, não custa nada​ aprender ou relembrar. Vamos lá?

Evite o olhar curioso

Não tem nada mais sem noção do que aquela visita que vai à sua​ residência pela primeira vez e não consegue olhar para você. Repara na​ sua casa inteira sem nem disfarçar. Os olhinhos curiosos percorrem cada​ detalhe. Do lustre ao tapete. E ainda tem aqueles que observam os​ problemas: uma parede com infiltração, o rasgadinho do sofá, e ainda​ olham com aquela expressão de susto ou pavor. Se você entrou e a casa e​ linda, elogie e pronto. Nada de ficar percorrendo os objetos e colocando a​ mão em tudo. Nem de ficar hipnotizado pela casa. Olhe nos olhos do​ anfitrião e esqueça do ambiente. Você não está numa loja.

Não invada cômodos

Só entre onde for convidado. Para com essa mania chata de sentir sede​ psicológica toda vez que visita alguém. Compre água na rua. Só coma ou​ beba o que te oferecerem. E nunca, nunca mesmo, vá atrás do anfitrião​ até a cozinha. Nem mesmo peça para conhecer a casa inteira.

Não acabe com os doces da Bomboniere

As pessoas colocam uma balinha ou bombons para as visitas, sim.​ Principalmente se rolou um cafezinho. Se te servirem café, e se te​ oferecerem um bombom, pode pegar sem cerimônia. Se tem intimidade​ com o dono da casa, pode pegar também. Mas não é pra esvaziar o pote.

O mimo do open house

Se você vai conhecer a casa de uma amiga, nada mais agradável que​ chegar com um presentinho. Pode ser, por exemplo, um aromatizador de​ ambientes ou sabonete líquido numa embalagem legal, porque são itens
que não comprometem a decoração. Porque aquele presente que não​ tem nada a ver com a sua casa acaba virando um presente de grego ou​ nunca será usado.

E aí, gostaram da matéria de hoje?

Fotos: Divulgação Internet