Entrevista da Semana

Entrevista da semana

Dr. Gilberto Alvarenga – Advogado

Perfil:

-Qual a sua formação profissional? Superior completo, com pós-graduação em direito público.

– Em que momento decidiu ser Advogado? Alguém teve influência na escolha?Na verdade o direito decidiu por mim; ele me escolheu. Influência do meu pai, então tabelião.  

– Qual a sua área de atuação? Atuamos em diversas áreas do direito, especialmente a cível e seus ramos (sucessões, família, possessórias, indenizatórias etc), trabalhista, previdenciário e empresarial.  

– Faça um breve resumo sobre a sua vida profissional. São 30 (trinta) anos de atuação intensiva na defesa intransigente dos direitos dos nossos clientes, sempre buscando a primazia dos serviços prestados com seriedade, transparência, ética e competência.  

– Como administra o seu dia a dia? Com planejamento e preparação para enfrentar os imprevistos.  

– Quem é  Gilberto?  Gilberto… um péssimo otimista. 

– Fale sobre a sua família. O mais velho de 3 filhos de Getúlio e Danúzia, irmão de Renato (cirurgião toráxico) e Terezinha (cirurgiã-dentista), tio de Raphael, Leandra e Maria Luíza e tio-avô de Maria Flor. Casado com Nathália Chagas Nogueira, também advogada e sem filhos.    

– O que faz nas horas vagas?
Nas horas vagas… pura distração.. caminhadas, prática do stand up paddle, leitura, filmes etc…

Bate-bola:

– Abomina – Falsidade
– Ideia de felicidade – Paz de espírito
– Medo de… Medo do desconhecido
– Miséria – O flagelo humano
– Exemplo bom –  A solidariedade que ainda existe 
– Time – Sinceramente… não me atenho
– Te assusta – A crueldade de alguns 
– Insuportável – Som alto e de péssimos qualidade e estilo
– Marcou a sua vida – A convivência com meu avô, Rizzio
– Seu momento profissional –  estável 
– Bebida preferida – Um bom vinho
– Estilo de música – Pop rock, mpb, jazz, cult, new age, samba de raiz…
– Não perdoa – Falta de respeito
– O que mudaria em você – Muita coisa… mas, começaria mudando minha maneira de encarar o desconhecido
– Se pudesse voltar no tempo o que faria diferente – Aproveitaria mais e melhor o tempo
– Se não fosse advogado seria…  ix.. aí você me pegou… nem sei…
– Qual o seu lema – Faça com as gengivas e coma com os dentes
Felicidade é… fazer o que gosta, quando quiser, sempre com paz de espírito e tranquilidade no coração.
– Família – A razão da minha vida e existência. a base de tudo
– Hobby – Prática do stand up paddle
– Pessoa importante – Meu pai/minha mãe
– Mulher elegante – A recentemente falecida Gisela Amaral, em todos os sentidos
– Livro que recomenda – “Adultério”, de Paulo Coelho
– Religião –  Católica, com respeito às demais
– Deus – Ser Supremo, acima de todos!
– Deixe uma mensagem: Ponha sua mão aonde o braço alcança, com segurança!

Fotos: Fernando Cerqueira

Vania Carvalho

Escrito por Vania Carvalho

Campista, caçula de uma família de 9 filhos, casada há 23 anos com o advogado Ralph Pessanha e mãe de Bianca e Bruno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *