Entrevista da Semana

Entrevista da semana

Edilane Marques – Nutricionista
Perfil:
– Qual a sua formação profissional?
Sou formada em nutrição (Estácio) e pós graduada em nutrição materno infantil (Unyleya). Desde abril faço nutrição materno infantil na prática, em São Paulo (GERAR) finalizando no início de Dezembro. Ano que vem começa a pós em Nutrição Funcional da Concepção à Adolescência (VP São Paulo).


– Faça um resumo sobre a sua trajetória profissional. Sempre amei a área da saúde, e vi na nutrição a base para se ter uma qualidade de vida e aplicar em mim a educação nutricional; sempre briguei com a balança. Fui uma criança “fofinha”, minha cultura era que criança feliz era criança que comia doce. Graças à Nutrição Materno Infantil consegui mudar muitos pensamentos como esse, criança precisa de amor e atenção. Fui me apaixonando pelo mundo materno infantil. Na graduação eu percebia o meu interesse ainda maior quando o assunto era gestacional e infantil. Quando finalizei a faculdade eu estava grávida, então vivi na prática esse mundo mágico. E quando chegou a hora da introdução alimentar do meu filho, meu Deus foi ainda mais encantador. Me joguei nos estudos e me atualizo muito. Amo Estudar!

– Sempre pensou em ser nutricionista ou alguém te influenciou?
Quando mais nova tinha vontade de ser pediatra, aquele sonho de criança e de usar branco rsrs…Mas aquela criança que brigava com a balança precisava da nutrição! E lá fui eu conhecer o poder dos alimentos, esse mundo corpo x alimento. 

– Quais as vantagens e desvantagens da profissão?
A vantagem é possibilitar que as pessoas tenham mais qualidade de vida e façam escolhas alimentares melhores. E que desde a pré-concepção (gestação) a nutrição se mostra fundamental.A desvantagem é a facilidade que se tem hoje em buscar informação pela internet e muitos já se sentirem capacitados para exercerem nosso papel. 

– Os pacientes estão mais conscientes e obedecem as suas recomendações?
Ao meu ponto de vista acredito que sim. O  público materno infantil tem crescido muito, e muitos já sabem que uma alimentação correta na gestação e infância será primordial para que essa criança se torne um adulto com mais qualidade de vida. 

– Você procura seguir o que você recomenda? Seja sincera, rsrs.
Procuro sim rsrs, não sou a que fala “faça o que eu digo mas não faça o que eu faço”.Acho que assim a gente consegue ser mais feliz e realizada na profissão, mostrando que é possível, ensinando como agir em cada fase e tendo equilíbrio. 

– Quem é Edilane?
Aquela que ama dar risada. Me considero alegre, sonhadora e de uma fé inabalável. Amo música; através dela consigo muitas vezes esquecer algo ruim. Sou muito graça a Deus pela minha família, tenho um filho alegre, saudável e cheio de energia. Um marido que não mede esforços para me ajudar, por acreditar em mim e embarcar nos meus maiores sonhos. 

– Fale sobre sua família.
Sou casada há sete anos, tenho um filho de dois anos e dois enteados maravilhosos, que desde o início me receberam de braços abertos.

– O que costuma fazer nas horas vagas?
Ficar com meu filho, sair com meu marido e com os amigos. 

Bate-bola:
– Sem noção – Julgar os outros

– Maldoso – Amizade por interesse

– Cor preferida branco

– Pessoa agradável A que sabe ser empática

– TV ou celular Celular

– Dor Qualquer maldade com criança me causa dor

– Desnecessário falsidade

– Irresistível A Educação

– Frustrante Desistir de um Sonho

– Tentação que não resiste Chocolate

– Dia ou noite Dia

– Mulher inteligente Minha Professora Karine Durães

Homem elegante Meu Marido

– Tem medo de Não ver meu filho crescer

– Estilo de vida Ser feliz

– Filme para assistir Comédia

Te deixa sem graça Chamar minha atenção na frente dos outros

– Teatro ou cinema Cinema

– Admirável O Respeito

– Perfume O cheirinho do cangote do meu filho

– Não acredita Em Política

– Lugar ideal para o descanso Praia

– Adora quando Sou surpreendida

Te faz rir Meu filho

– Religião Deus

Deus TUDO

– Deixe uma mensagem: 
“Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana”.Que a área da saúde possa olhar o próximo com mais respeito e empatia.

Designer: Aldir Mata

Vania Carvalho

Escrito por Vania Carvalho

Campista, caçula de uma família de 9 filhos, casada há 23 anos com o advogado Ralph Pessanha e mãe de Bianca e Bruno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *