Etiqueta

​As etapas da refeição à moda francesa

As 7 etapas da refeição

​Ao ver pequenas porções nos pratos franceses, você pode pensar que​francês não gosta de comida. Mas engana-se redondamente quem pensa​ que francês come pouco.

O francês ama comida. Tanto que o serviço mais​ requintado é o da terra do rio Sena. Na França, horário de almoço é​ sagrado. Para tudo para que a família ou colegas de trabalho se reúnem​ em torno de um, não, vários pratos. Sim, a refeição tradicional francesa​ tem sete etapas.

Não se assuste

Conhecer as etapas da refeição francesa não é nenhum bicho de sete​ cabeças. Antes do prato principal com suas guarnições, vem a entrada. A​ entrada fria antecede a entrada quente.

salad

Por exemplo, se houver salada e sopa, sabe-se que a saladinha será servida antes da sopa, ou creme, ou​ consomé. Simples assim. Lembra daquela mesa farta de frios quando você​ vai a um casamento ou formatura?

Aquilo é exatamente a entrada, que é​ servida num prato menor. Nem sempre o prato está sobre o prato​ principal, na sua mesa. Ele pode estar ali, na mesa de frios, ou numa mesa​ de apoio próxima. O couvert também é uma entrada fria.

Prato principal

O prato principal é uma carne, em geral. Se forem servidos os três tipos de​ carne, lembre-se desta ordem: primeiro o peixe, em seguida a ave, por​ último a carne vermelha.

Mas a etiqueta manda você optar por apenas​ uma delas, ok, glutão? E as guarnições acompanham. Elas podem ser o​ arroz (ou risoto, ou massa), uma batata ou qualquer outro carboidrato,​ por exemplo.

Queijos

Os franceses gostam tanto de queijo que eles se fazem presentes na​ refeição, logo após o prato principal. Basta uma fatia, que pode ser​ apresentada com uma cobertura de geleia. Quem já foi a um cruzeiro, por
exemplo, acompanhou todas estas etapas.

Sobremesa

Todo mundo sabe a hora de comer a sobremesa. É quando você já comeu​ tudo o que é de sal. Na hora de servir a sobremesa em casa, é preciso​ recolher da mesa tudo o que acompanhou os pratos salgados.

Retire não​ apenas as travessas (se você as dispôs à mesa, como é comum no serviço​ informal brasileiro), como também azeite, saleiro, molhos etc..​

Licor e café

É exatamente nesta ordem. Primeiro o licor. Por último o cafezinho, que​ fecha a refeição. Se estiver em casa, você pode levar seus convidados para​ a sala de estar e servir ali o licor e o café.

Também pode deixar numa mesa de apoio o licor cercado de petit fours e também o cafezinho com​ pequenos chocolates, sobretudo amargos ou de menta. Hummmmm… Ficou com vontade?

Comportamento

Comportamento: me dá uma carona aí?

​Angélica ia de táxi. Mesmo em tempos de Uber, 99, Moby, bla bla car e​ tantas opções que a tecnologia proporciona, muita gente gosta mesmo é​ de ir de carona. Nada mal ser carona ou oferecer uma carona. Mas dá pra​ ser elegante ou bastante incoerente nestas horas. Quer ver só?

Nada de comidas e bebidas

Não é elegante comer andando pela rua ou dentro de um automóvel.​ Lugar de comer é à mesa. Se você está de carona, piorou. Jamais abra um​ pacote de biscoito ou uma garrafinha de refrigerantes quando estiver nesta situação.

Aquela empadinha que suja tudo e que deixa um cheirinho​ de camarão impregnado, nem pensar. Há pessoas que ficam bastante​ irritadas com esta atitude. Se tem crianças, não deixe que coloquem o pé​ no banco da frente.

Destino iguais

Em primeiro lugar, carona é mais para oferecer do que para pedir. Mas há​ exceções, claro, principalmente quando há muita intimidade e quando​ você sabe que o destino da pessoa é o mesmo que o seu.

Porém, é muito​ inconveniente alguém que mora no oposto de você, estar sempre pedindo​ uma “carona” para casa. Uma vez ou outra pode ser necessário. Mas​ quando vira rotina, corre o risco de se tornar uma pessoa evitável.

No portão

Se você é o motorista, nunca se esqueça que uma pessoa elegante não​ conhece esquina. Tem que pegar e deixar na porta de casa, sobretudo à​ noite. E esperar a pessoa abrir o portão para você seguir adiante. Se você​ é a carona, mande um zap perguntando se o outro chegou bem. É gentil.

Pontualidade

Oferecendo ou recebendo carona, seja pontual. Se você é carona, seja​ mais pontual ainda. É muito desagradável ter que esperar pela carona que​ nunca chega, principalmente em ruas movimentadas onde é impossível​ estacionar.

Mil pedidos

E aquela carona que te pede pra dar uma passadinha em vários lugares?​ Ou que ainda chega de surpresa com uma ou duas amigas que moram​ também em opostos? É para uma vez e nunca mais!

Atenção

P.S.​ Nunca pegue carona com estranhos. Não é por etiqueta. É por segurança!​ Não peça nem ofereça carona em carros oficiais. É ilegal. Não peça carona​ ao sexo oposto casado, pode gerar brigas.

Não atenda o celular em alto​ som nem peça pra mudar o som! Nunca! Use o cinto de segurança. Carona​ de moto sem capacete também não dá. Também não apareça com seu​ animalzinho sem avisar.

Etiqueta

Como ser educado sempre

Mostre educação mesmo a quatro chaves

Íntimo

Existe lugar de mais intimidade que o banheiro? Pois então, utilize-o​ realmente para sua privacidade. Ninguém precisa saber o que você faz ai​ dentro. Por isso, te darei dois conselhos básicos:

Local do crime

Primeiro, use o banheiro como o local de um crime. Não deixe vestígios de​ sua presença. Sujou? Limpe. Abriu? Feche. Nada de toalhas emboladas​ depois do uso, tapete amassado, cabelos pelo chão, piso ou pia molhados,​ vaso com a tampa levantada.

Vá sozinho

Não estou falando em uma amiga, na festa ou restaurante, te acompanhar​ até a área comum. Mas não precisa entrar com você no box do vaso, não​ é? Nem mesmo convidar a visita da sua casa para entrar com você no​ banheiro.

Particularmente, sou bastante contra aqueles projetos​ arquitetônicos com duas cubas na pia. Servem pra quê? Pra um ficar​ assistindo ao outro cheio de espumas na boca? Acaba com qualquer​romantismo.

O sabonete

Nunca use o sabonete do rosto para tomar banho. Aliás, o mais indicado e​ higiênico é disponibilizar sabonete líquido para as mãos e o rosto. Como​ este sabonete e usado por muitas pessoas (família toda e ainda pelas
visitas), é o mais correto.

Para o banho, o ideal é que cada pessoa tenha o​ seu. Se não for o caso, lembre-se de que passamos o sabonete nas mãos e​ a espuma no corpo. Terminou de usar, deixe o sabonete ​perfeitamente​ limpo, sem espumas.

O vaso

Meninos, xixi não é whisky. Não fica melhor com o tempo. As coisas só​ pioram. É tão difícil assim apertar um botãozinho chamado descarga?​ Sobre o assento do vaso, ele só precisa estar levantado enquanto você o
utiliza. Terminou, deixa na posição devida: fechado.​ 

Papel higiênico

Uma boa dona-de-casa nunca deixa este item faltar. E ainda deixa rolos de​ reserva à vista. Não há nada mais desagradável que descobrir que não há​ papel na hora de usá-lo.

Não coloque o rolo lacrado para o uso. Jogue o​ primeiro pedacinho fora. Se preferir, pode fazer um triângulo na ponta,​ uma técnica japonesa. E nunca esqueça: Não use o papel amassado, mas​ dobrado. Jogue na lixeira com a sujeira para baixo.

Espaço de todos

Não use o banheiro como se ele fosse só seu. É um grande desrespeito,​ principalmente se há fila para o toilette ou se há mais gente querendo​ entrar no banho. Na casa de alguém, jamais demore no chuveiro quente​ ou se sinta tão à vontade a ponto de cantar alto.

Comportamento

Dicas de comportamento: visitando um amigo

Visitando os amigos

Vamos falar aqui entre nós. Você se comporta na casa dos outros como​ gostaria que se comportassem na sua? Tem gente que é tão sem noção​ que vira persona não grata na casa dos amigos. O fato é que no fundo
todo mundo sabe como se comportar bem, mas alguns realmente​ precisam de um toque. De uma forma ou de outra, não custa nada​ aprender ou relembrar. Vamos lá?

Evite o olhar curioso

Não tem nada mais sem noção do que aquela visita que vai à sua​ residência pela primeira vez e não consegue olhar para você. Repara na​ sua casa inteira sem nem disfarçar. Os olhinhos curiosos percorrem cada​ detalhe. Do lustre ao tapete. E ainda tem aqueles que observam os​ problemas: uma parede com infiltração, o rasgadinho do sofá, e ainda​ olham com aquela expressão de susto ou pavor. Se você entrou e a casa e​ linda, elogie e pronto. Nada de ficar percorrendo os objetos e colocando a​ mão em tudo. Nem de ficar hipnotizado pela casa. Olhe nos olhos do​ anfitrião e esqueça do ambiente. Você não está numa loja.

Não invada cômodos

Só entre onde for convidado. Para com essa mania chata de sentir sede​ psicológica toda vez que visita alguém. Compre água na rua. Só coma ou​ beba o que te oferecerem. E nunca, nunca mesmo, vá atrás do anfitrião​ até a cozinha. Nem mesmo peça para conhecer a casa inteira.

Não acabe com os doces da Bomboniere

As pessoas colocam uma balinha ou bombons para as visitas, sim.​ Principalmente se rolou um cafezinho. Se te servirem café, e se te​ oferecerem um bombom, pode pegar sem cerimônia. Se tem intimidade​ com o dono da casa, pode pegar também. Mas não é pra esvaziar o pote.

O mimo do open house

Se você vai conhecer a casa de uma amiga, nada mais agradável que​ chegar com um presentinho. Pode ser, por exemplo, um aromatizador de​ ambientes ou sabonete líquido numa embalagem legal, porque são itens
que não comprometem a decoração. Porque aquele presente que não​ tem nada a ver com a sua casa acaba virando um presente de grego ou​ nunca será usado.

E aí, gostaram da matéria de hoje?

Fotos: Divulgação Internet

Etiqueta

Etiqueta para visitar recém-nascidos

Lembre-se do presente

É comum, quando visitamos um bebe que acabou de nascer, que levemos um presentinho. Evite, no entanto, presentes que possam causar alergia, como bichinhos de pelúcia ou roupinhas de lã.

O irmão mais velho

Se o bebê que acabou de vir ao mundo tem um irmãozinho, este pode estar com muitos ciúmes. Aquela criança que era o centro das atenções e mimos passa a ficar até mesmo invisível no dia em que o
irmãozinho chega. Por isso, lembre-se de cumprimentar a criança com festa, antes de ver o bebê. Peça que ela lhe mostre o novo membro da família. Se possível, dê um presente para ela também.

Proteja o bebê

Bebês recém-nascidos não foram vacinados. Você tem vários vírus e bactérias no organismo e é imunizado contra elas. A criança ainda não. Por isso, evite beijos, sobretudo no rosto e nas mãozinhas.

Colo

Não peça para pegar o bebê no colo. Deixe que a mãe ofereça. E siga todo o protocolo sugerido. Higienize as mãos com sabão e álcool gel.

Fotografias

Não peça para fotografar o bebê, a menos que os pais toquem no assunto consentindo. Também não publique a foto em redes sociais sem o consentimento dos pais. Lembre-se jamais use o flash. A alta exposição de luz pode causar cegueira.

Matéria super fofa, né, gente?