Etiqueta

Etiqueta: cumprimentar de forma correta

COMO VAI VOCÊ?
Cumprimentar de forma correta é um ato de elegância. Quantas pessoas entram nos supermercados, shoppings e agências bancárias sem ao menos acenar com a cabeça para o segurança que fica na recepção?

Funcionários de serviço de limpeza são transparentes para você? Então, amigo, comece a desconfiar do seu grau de etiqueta. A pessoa verdadeiramente cordial cumprimenta a todos, independente do grau de intimidade ou da classe social.

CUMPRIMENTOS DIFERENCIADOS
É claro que não cumprimentamos a todos da mesma forma. Há diferenças de acordo com o grau de intimidade. Com os mais chegados, podemos cumprimentar com beijos no rosto.

Mas este tratamento não é aconselhado em reuniões formais de trabalho, por exemplo, onde o mais correto seria o aperto de mão.

CUMPRIMENTANDO UMA MULHER
A mulher define o grau de intimidade com que será cumprimentada. É ela quem deve estender a mão, indicando que aceita este tipo de cumprimento. Se não fizer isso, o homem a cumprimentará apena com um aceno na cabeça e com palavras: “Como vai a senhora?”

Se a mulher estiver sentada e um homem se aproximar, ela não precisa se levantar para cumprimenta-lo, mesmo que todos os demais membros da mesa (sendo homens) se levantem. Claro que, se for uma pessoa idosa ou o anfitrião da festa ou homenageado, a mulher deve ter a consideração de se levantar para o cumprimento.

SEM TOQUES
Há pessoas altamente sinestésicas que adoram o toque. Mas há aqueles que odeiam e o consideram inadequado. O correto é evitar tocar no seu interlocutor enquanto conversam. Homens, não coloquem a mão na perna da mulher que está em sua carona. Nunca!

CUMPRIMENTE COM SATISFAÇÃO
Algumas pessoas seguram uma mão de forma tão fraquinha que parecem não estar a fim daquele cumprimento. Segure com vigor e com sorrisos, demonstrando que é um prazer encontra-lo ali. Nunca cumprimente com sorrisos tortos ou irônicos. É feio, altamente deselegante, depõe contra você.

A ANFITRIÃ EM PRIMEIRO LUGAR
Já falei aqui em outras ocasiões. Cumprimente sempre o dono da festa ou da casa ao chegar num evento. Depois fale com os demais presentes.

DO MENOR AO MAIOR
É sempre o menos importante que se refere ao mais importante. O jovem ao idoso, o homem à mulher, o empregado ao patrão. Na hora da presentação, lembre-se disso.

Apresente o menos famoso ao famoso e por aí em diante. Quanto ao beijo, a pessoa mais importante toma a iniciativa, demonstrando que nível de intimidade ela aceitará. 

BEIJA MÃO
O homem elegante pode pegar a mão de uma mulher e se curvar para beijá-la. Não levanta a mão até sua boca, mas ele se curva. Porém, não encosta os lábios em sua pele dando um estalo lambuzado. Apenas aproxima. Por falar em beija-mão, uma pessoa não religiosa não é obrigada a beijar a mão de uma autoridade eclesiástica, apenas quem pactua com aquela crença.