Entrevista da Semana

Entrevista da semana na Folha Estilo

Ana Luiza Ferraz Viana – Nutricionista Materno Infantil

PERFIL:

– Qual a sua formação profissional? Sou formada em Nutrição, com pós graduação em Nutrição Materno Infantil (atendimento da concepção à adolescência) pelo IPGS e faço atualmente pós graduação em Nutrição Clínica Funcional pela VP Consultoria.

– Em que momento a nutrição entrou na sua vida? Desde a infância, quando fui pela primeira vez a uma nutricionista; a minha mãe se preocupava com essa área. Além disso, todas as vezes que ia à pediatra e ela perguntava e falava alguns itens de alimentação era minha parte preferida. Por um tempo acreditei que gostaria de me tornar pediatra, mas depois entendi que a única parte que gostava de falar sobre a criança era a alimentação. Não tenho o dom de lidar diretamente com a doença, e me sinto muito realizada ao trabalhar com a parte da saúde que atua de forma preventiva, criando hábitos e não precisando refazê-los. Durante a adolescência a nutrição aparecia em meus testes vocacionais, e assim que abriu a primeira turma em Campos pedi permissão aos meus pais para fazer a faculdade mesmo estando cursando o 2º ano do ensino médio. Entrei na faculdade com 16 anos, determinada no que queria. Precisei inclusive de autorização judicial, o que consegui com a ajuda de Tio Ralph, seu marido.

– Fale sobre a área escolhida para atuação. A área materno infantil só cresce com o tempo; no mundo, no Brasil e na cidade. Minha vontade é que tenhamos cada vez mais profissionais capacitados e mais famílias sendo alcançadas. Seria ótimo se todos soubessem a diferença que a nutrição adequada desde a gestação (e até mesmo antes, com qualidade do óvulo e sêmen) faz na vida; diferença esta que vai dos primeiros anos até a vida adulta. Muitas doenças podem ser prevenidas desde a gestação, pois algumas pré disposições podem ser formadas nesse período e possuem impactam a curto e longo prazo. A forma como vivemos hoje, nossos hábitos de alimentação…, tudo isso influencia em nossa saúde e na fertilidade; há casais que possuem essa dificuldade e a má nutrição pode ser um dos muitos fatores que interferem. Durante a gestação, a epigenética (que são os fatores ambientais influenciando na genética) pode interferir em toda vida dessa criança. Os 2 primeiros anos são essenciais para formação de hábitos alimentares. Nossa relação com o alimento começa ainda no útero, quando o bebê ingere o líquido amniótico e sente o gosto do que a mãe consome; essa relação se estende para quando nasce e até mesmo quando, ainda na maternidade, todos comem ao seu redor. O sabor dos alimentos está no leite materno e são fundamentais os primeiros reais contatos físicos da relação alimentar. Nós comemos todos os dias, o dia inteiro; se essa relação não for saudável ela pode afetar muitas outras áreas da vida.

– Existe um momento específico para procurar o nutricionista? O melhor momento para procurar um nutricionista materno infantil é antes da gestação, pois podemos mudar hábitos e fazer a programação metabólica da gestação, potencializando ao máximo o desenvolvimento do futuro bebê. Mas caso isso não tenha sido feito, podemos procurar na gestação para uma alimentação equilibrada, ou próximo ao parto, para aprender sobre amamentação, ou ainda na introdução alimentar da criança. Por fim, o nutricionista pode e deve ser procurado em qualquer momento que houver necessidade.

– Qual o seu maior desafio como nutricionista? Acho que meu maior desafio como nutricionista é separar a Ana Luiza nutricionista da Ana Luiza que as pessoas não conhecem como nutricionista, e separar as duas da relação com os amigos e familiares… porque eu sempre me pego falando da nutrição, e como eu amo minha área (porque sempre amei criança e maternidade), me pego em todos os lugares falando disso às vezes. Sempre tem aquela mãe que me conhece e que dá um jeitinho de chegar até mim e tirar alguma dúvida. Quando chego a algum lugar eu já olho quem são os menores que estão ali e me deixo encantar por sua pureza e sinceridade.

– Como administra o seu dia a dia? 
Minha rotina é sempre diferente em cada dia, mas consigo ser organizada. Tenho um planner onde sempre anoto todas as atividades do mês em um calendário, e durante as semanas tenho uma rotina para cada dia. Por ser profissional autônoma, consigo trabalhar em mais de um lugar. Consigo dividir o consultório, o hospital com terapia nutricional, os pacientes domiciliares de home care e as escolas nas quais trabalho. Toda semana também tenho algum Workshop à noite com mães.

– Quem é Ana Luíza? Me considero uma pessoa essencialmente sonhadora, empática, com muito receio de machucar quem está próximo de mim; sou muito fiel às minhas poucas e verdadeiras amizades; busco tratar todo mundo que convivo com igualdade e tento, quando me surpreendo julgando a atitude do outro, me lembrar que tenho os meus erros e não tenho que medir alguém.

– Fale sobre sua família. Minha família é uma grande família onde o convívio diário ultrapassa a estrutura familiar padrão de pai, mãe e irmão. Convivemos diariamente avó, tios e primos. Isso é muito bom e me faz ter vontade de construir uma família grande também. Namoro há 7 anos, de forma que existe outra família que hoje já considero minha; participaram de muitas etapas da minha vida.

– O que faz nos momentos de folga? Nos momentos de descanso em casa sempre ouço música, vejo filme e conteúdos que gosto no youtube. Faço muita coisa com meu noivo; gosto de sair para restaurante, passear com a nossa cachorra e viajar. Temos amigos em comum e fazemos muitos programas juntos.

BATE-BOLA: 

 
– Não curte – Sentir calor
– Mania – Mexer no cabelo
– Som agradável – Cachoeira
– Futuro – Me casar e construir a minha família 
– Abominável – Maus tratos e abuso de crianças e animais
– Adorável – Empatia
– Miserável – Soberba
– Não faria em você – Tatuagem grande
– Exemplo admirável  – Jesus
– Irresistível – Ter uma viagem com meu noivo
– Doce preferido – Brigadeiro
– Cor preferida – Azul
– Parabéns – Para todas as pessoas que lutam em prol de causas
– Bebida – Suco de laranja
– Alimento preferido – Brócolis
– Maior sofrimento – Perder alguém 
– Se não fosse nutricionista seria… teria uma floricultura
– Dia ou noite – Dia
– O que mais te incomoda nas pessoas – Maldade
– Prato predileto – Macarrão com molho branco
– Palavra que não sai da sua boca – “Entendeu?”
– Detesta – Passar mal
– Religião – Evangélica
– Deus – Só Ele é Deus
– Deixe uma mensagem:. “Tenha sempre bons pensamentos porque os seus pensamentos se transformam em suas palavras. Tenha boas palavras porque as suas palavras se transformam em suas ações. Tenha boas ações porque as suas ações se transformam em seus hábitos. Tenha bons hábitos porque os seus hábitos se transformam em seus valores.

Tenha bons valores  porque os seus valores se transformam no seu próprio destino.”
(Mahatma Ghandi)

 

 Designer: Aldir Mata

Entrevista da Semana

Entrevista da semana

O Dia de São Salvador do Mundo é comemorado anualmente em 6 de agosto; em nossa cidade é feriado. É uma data fortemente ligada à religião católica, que assim homenageia a Transfiguração do Nosso Senhor Jesus Cristo, conforme narra o Novo Testamento. Foi uma revelação feita aos apóstolos Pedro, Tiago e João, convidados por Jesus a subir determinado monte, onde presenciaram o mistério e o encontro de Cristo com os profetas Elias e Moisés, que já haviam ascendido aos céus há tempos. Campos tem a tradição de festejos magníficos por conta da data, e nossas reverências a este que é um dos cinco marcos na vida do Nosso Senhor Jesus Cristo é um ato de fé. Um dia abençoado para todos!

Vânia Carvalho

Designer: Aldir Mata

Entrevista da Semana

Entrevista da semana

Isabel Aguiar – Arquiteta e Urbanista
 

PERFIL:


– Qual a sua formação profissional?
Sou Arquiteta e Urbanista com pós graduação em Design de Interiores.


– Faça um breve resumo da sua trajetória profissional.
Me formei há 06 anos no ISECENSA e desde o terceiro período da faculdade comecei a estagiar na área da construção civil, e foi uma paixão à primeira vista por obras. Mas logo após a conclusão da faculdade a Arquitetura de Interiores tomou conta de mim e passei a me aprofundar ainda mais nessa área e depois de um tempo senti a necessidade de me especializar e procurei a pós graduação em Design de Interiores. Trabalhar com Urbanismo também faz parte do meu dia a dia, principalmente quando se fala em habitação de interesse social, desenvolvendo projetos de loteamentos e condomínios do programa Minha Casa Minha Vida da Caixa Econômica Federal.
– Destaque a importância do arquiteto nas várias fases de uma obra.  
O arquiteto tem uma formação única que o habilita a unir técnica, criatividade, funcionalidade e estética, deixando o imóvel mais agradável, ambientalmente sustentável e adequado às necessidades do cliente e ao seu orçamento. Contratar um arquiteto é um investimento com retorno imediato e também uma recompensa mensurável a longo prazo. Além de construir com garantia de segurança, uma obra feita sob a orientação de um arquiteto agrega valor ao imóvel.


– Descreva
Isabel. Espontânea, transparente e intensa.


– Fale sobre sua família.
Minha família é a minha base, somos muito unidos, eu sempre fui muito apegada aos meus pais, não fazemos nada sem consultar um ao outro e nosso maior prazer é estar juntos.

– Como é o seu dia a dia desde a hora que acorda?
Como profissional autônoma, não sigo uma rotina diária. Mas geralmente acordo, preparo meu café da manhã, que é sagrado (não abro mão), e a partir de então saio para atender meus clientes, visitar obras e ao fim do dia quase sempre tem uma passadinha na casa da avó para um café, quando estou animada rola um exercício físico, mas no momento estou parada.

– O que costuma fazer nas horas vagas? 

Amo viajar e estar com minha família e amigos reunidos, mas também adoro estar em casa sem fazer nada, sem ter compromissos.

 

BATE-BOLA:

– Imperdoável – A falta do perdão

– Te aborrece – Desonestidade

– Seu estilo de vida Tento levar uma vida equilibrada, nem sempre é fácil mas continuo tentando, rsrs.
Precisa ser melhorado em você – Paciência
– O que te impressiona – A Superação
– Melhor amigo (a) – Deus
– Fofoca é…  Falta do que fazer
– Preferência musical – Sou bem eclética quando o assunto é música, mas nunca deixo de ouvir um bom pagode.
– Irritante – Hipocrisia
– Cheiro bom – Cheiro de Chuva
– Ser diferente é… Normal, rsrs
– Inseparável – Meu celular
– Ser educado é…  Gratuito; não custa nada.
– Dinheiro – Necessário
– Segredo para ser feliz – Se aceitar e dar o melhor de si todos os dias
– Motivo de tristeza – Intolerância
– Sucesso – É a soma de pequenos esforços diários
– Gosta de cinema ou teatro – Teatro
– Não sai de casa sem antes – Passar filtro solar
– Religião – Católica
– Deus – Alicerce
– Deixe uma mensagem: Plante apenas sementes de sinceridade e de amor para colher amanhã os frutos doces da alegria e da felicidade. Cada um colhe exatamente o que plantou. E que a nossa vida seja repleta daquilo que nos faz bem.
Contato profissional Isabel Aguiar: aguiar.arq@gmail.com
(22) 99930-5230

 

Entrevista da Semana

Entrevista da semana

Michelli Bragança – Psicóloga

Perfil:

– Qual a sua formação profissional? Psicóloga

– Por que a escolha? Sempre gostei de ouvir e aconselhar as pessoas, mas precisava entendê-las um pouco melhor !!!!

– Faça um breve resumo da sua trajetória profissional. Trabalhei por um período na Vara da Infância e Juventude de Campos, fiz estágios no Ferreira Machado, Henrique Roxo e Álvaro Alvim !!!! Fiz pós graduação no Isecensa !!!

– O que é mais encantador na sua profissão? Encantador é saber que posso ser um ponto positivo em meio a um monte de pontos negativos para as pessoas que me procuram para ajudá-las.

– Defina Michelli. Realizada

– E a sua família? Minha família, meu sonho realizado; sempre amei brincar de casinha e bonecas e meu marido me deixou continuar essa brincadeira; me deu duas bonecas de verdade mais uma casa pra cuidar, e assim eu faço… com toda alegria e prazer do mundo!! Amo cuidar da minha família!!!

– Como costumam ser os seus momentos de folga? Meu Deus, momentos de folga !!!! Hoje estou mais caseira, mas mesmo assim adoro sair, me divertir, dançar, viajar; topo tudo !!!

Bate-bola:

– Não falta na bolsa – Gloss

– Bacana – Moda

– Mulher elegante – Minha mãe

– Adora ler – Suspense

– Reprova – Desonestidade

– Doce que não resiste – Cajuzinho

– Infeliz é… não ter uma família ao seu lado (pai, mãe, irmãos, marido, filhos)

– Não combina com você – Gente desanimada

– Meta pessoal – Ver minhas filhas se formarem e serem muito felizes

– Não acha graça – Em gente chata

– Um bichinho de estimação – Cachorro

– Sonho de consumo – Viver feliz até o fim

– É a favor da pena de morte – Sim

– Brasil – Esperança

– Te emociona – Ajudar a quem precisa

– Conjunto musical – Qualquer um que seja pagode

– Melhor amiga(o) – Meu marido

– Eficiente – Deus (move montanhas )

– Família – Meu bem  mais precioso

– Programa de TV preferido – De culinária

– Religião – Católica

– Deus – Base da vida

– Deixe uma mensagem – Somos todos responsáveis pelas nossas escolhas, então as faça e siga em frente !!!!

Designer: Aldir Mata

Entrevista da Semana

Entrevista da semana

Josi Oliveira – Gerente Geral de uma instituição financeira

– Qual a sua formação profissional? Formada em Matemática, MBA em Gestão Empresarial pela FGV, MBA Pleno pela universidade Ohio e MBA IN COMPANY no Insper SP (Foco mercado de luxo e investimentos).

– Fale sobre sua área de atuação. Atualmente estou gerente geral de uma agência bancária em campos, que tem como perfil clientes de alta renda.

– Trabalhar em uma instituição financeira te faz realizada profissionalmente? Sim, e muito! Ao longo dos 30 anos de carreira sempre procurei trabalhar com seriedade e respeito, sempre colocando o cliente no centro de tudo.

– O que diria para quem deseja seguir a carreira? Gostar de finanças, de pessoas, ter as certificações que o mercado financeiro exige e muito foco e disciplina na execução.

–  Consegue se imaginar em outra profissão? Atualmente não, mas quem sabe no futuro?

– Quem é Josi? Josi é positiva, gosta de desafios, não tem medo do novo e coloca muito amor em tudo o que faz.

– Sua família. Tenho duas filhas; uma já médica e a outra se forma no próximo ano. Amo estar com elas. Sempre tive na vida dos meus pais a referência de família.

– O que costuma fazer nos momentos de folga? Viajar, curtir minha família, praticar alguns hobbies (atividades ligadas à natureza).

Bate-bola:

– Chato – Engarrafamento
– Saudades de…tempo de infância na fazenda do meu avô.
– Final de semana – Família
– Te dá medo – Violência
– Não pode faltar na bolsa – Cartão de crédito
– Não combina com você – Acomodação
– Perda irreparável – Meu pai
– Comida predileta – Frutos do mar
– Dinheiro – Necessário
– Momento atual – Maturidade
– Mulher estilosa – Frida Khalo
– Mulher inteligente – Michelle Obama
– Lugar que adoraria conhecer –Tailandia
– Não admira – Ingratidão
– O que jamais faria em você – Deixar de me amar
– Não tem perdão – Não perdoar
– Ser feliz ou estar feliz – Estar feliz
– Absurdo – Desigualdade social
– Não te conquista quem… Mente
– Apelido carinhoso – Josi
– Indecente – Falta de amor ao próximo
– Religião – Cristã
– Deus – Base de tudo
– Deixe uma mensagem: “E tudo que não for leve, que o vente leve”! Cora Coralina

Designer: Aldir Mata