Moda

QUE LUXO!

Hoje vamos falar de luxo, um luxo com ou sem ostentação. Eu diria que luxo pode ser o “glamour”,  a ousadia, o abuso dos brilhos, das pedrarias, das jóias que fazem parte desse contexto, mas pode ser também um luxo com classe, sem a preocupação de aparecer em demasia, sem exagero, com a dosagem necessária entre o belo e a elegância.

Há uma confusão entre a roupa que se deve usar para horários certos e eventos mais certos ainda. Aqui, na província goitacá, por exemplo, há um excesso, um exagero entre horários , tipo de festas ou eventos e o traje certo a ser usado. As festas de formatura, por exemplo, é da gente ficar meio boquiaberta com os exageros e erros cometidos! Eu acho que tem gente que se arruma para o “Tapete Vermelho”, da entrega do OSCAR,  numa desinformação total do que seja um baile de formatura!
Você pode ir linda, ser uma mulher notada e chique, sem parecer uma atriz hollywoodiana. Afinal, não é! Pronto. Vamos ver alguns exemplo que merecem uma roupa de gala! Isso sim, é um luxo, é o máximo, é hora de esbanjar luxo, muito brilho e algum excesso. Vamos ao exemplo:

Outros exemplos:

Então, deixamos aí bem claro o que é luxo, com “glamour” em noite de gala.

Agora, vamos falar de casamentos: até aceitamos que Madrinhas possam ir de longo, MAS… aqui entre nós: depende da hora do casamento!
Se você for a um casamento até às 16 horas, não abuse do longo! Você pode e deve ir de curto (nunca curtíssimo e nem no estilo “periguete”), pois se tem regras a serem seguidas, normas de etiqueta e respeito para com os noivos, que não merecem que você apareça como uma convidada, que quer “arrasar” de forma vulgar e desnecessária. Existem roupas lindas, ousadas, chiquérrimas, que arrasam justamente pela elegância e charme! Exemplo:

A mulher que sabe se vestir bem, do esporte ao traje de gala, ela já traz com ela essa certeza, ela sabe tudo, ela domina o seu estilo, ela conhece o seu charme, ela é natural em qualquer hora e local! Os grandes estilistas vestem o corpo, mas penetram na alma das mulheres que por eles são vestidas. Não vestem cabides! Vestem uma diva, uma musa, um ser iluminado! Quem não se encaixa , não levará bem a roupa!
Mulheres cabides, são as manequins de passarela. Elas apenas carregam uma roupa; nunca a poesia da roupa, o sentimento e a essência do que vestem: andam iguais, têm cara de múmias, não transmitem emoção alguma!
Vamos usar luxo, com beleza interior, com conteúdo, com o charme tão essencial a toda mulher que se ama, que se preza!
E apareça! É a mulher que leva a roupa e ela ela que faz você acontecer!
ACONTEÇA!

Até a próxima e espero que assimilem boas dicas, bons conselhos! Afinal, a intenção é sempre essa!
Um beijo e até a próxima semana.

GILDA Wagner, proprietária da loja BACCARAT.

Gilda Wagner

Escrito por Gilda Wagner

Meu nome é Gilda Wagner, sou formada em piano, sou também professora, embora não tenho exercido o magistério. Gosto de escrever, sou poeta das horas vagas, com livro publicado, e faço parte da academia Campista de Letras. Sempre me envolvi com comércio e moda, tendo feito muitos cursos e adquirido muito conhecimento e experiência através dos anos. Sou mãe de Fabiana, endodontista, filha que é meu tesouro. E só!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *