Educação

Com a palavra: Livia Barcellos

Hi! I’m Lívia!
Bem… Melhor começarmos em Português, certo?
Sou Lívia Barcellos e, antes de começar nossas publicações, vou contar um pouquinho da minha história com a língua inglesa. Não sou muito de falar sobre mim, mas acho legal quando os leitores podem saber um pouco mais sobre aquele que lhes escreve, e principalmente por acreditar que, talvez, alguns se identifiquem com minha trajetória.

Comecei a estudar Inglês um pouco “além da hora”. Apesar da expressão, acredito mesmo que nunca é tarde para novos aprendizados; principalmente quando se trata de um novo idioma, que provavelmente trará inúmeras oportunidades – que podem contemplar desde o lazer à ascensão profissional.

Quando criança, diferente de muitas outras que conviviam comigo, ou mesmo de muitas desta geração atual, eu não tinha nenhum interesse na língua, tendo até certo preconceito. Me encantavam o Italiano, o Francês, e o Espanhol, mas não o Inglês. Quando questionada por minha mãe se gostaria de fazer um curso, como meus primos faziam, minha resposta era sempre um belo NÃO. Isso contradizia minhas notas da escola na mesma matéria. Havia a facilidade, mas não o interesse em aprender o idioma.

Aos 16 anos, com um pouco mais de discernimento sobre o que seria importante para meu futuro, decidi que era a hora de aprender a falar uma nova língua. E como era “mamãe quem pagava por meus estudos” a condição era: – “Escolha entre Inglês e Espanhol, pois estas são as línguas que podem te trazer algum retorno no futuro. Italiano e Francês eu não pago.” Mal sabíamos – nós duas – que exatamente naquele momento ela estaria determinando grande parte do meu futuro profissional.

Ainda quando estava na metade da minha formação em Psicologia e trabalhava em uma clínica odontológica, me formei no Inglês. E como gostaria de manter o contato com o idioma e pensava que já estava na hora de ocupar um cargo profissional mais sério e que tivesse “mais a ver” comigo, resolvi juntar o útil ao agradável. Distribuí alguns currículos e fui chamada a alguns treinamentos, em diferentes escolas. Apesar de ter adorado conhecer diferentes métodos, fiquei realmente realizada quando meu caminho se cruzou novamente com aquela escola onde eu havia simplesmente me encantado com o Inglês: o CNA Ouvidor. Ali eu me senti em casa. Aprendi com ótimos profissionais a como lecionar. Fiz treinamentos, me especializei, expandi meus conhecimentos e saí ainda a trabalhar em outras escolas.

Após me formar na faculdade, abri meu consultório, continuei a estudar Psicologia, mas sem nunca abandonar o Inglês. E aí foi quando surgiu uma nova oportunidade: a coordenação do CNA. Em 2015, ao ver que este era o lugar que me fazia realmente feliz no âmbito profissional naquele momento, fechei (temporariamente) meu consultório, deixei minhas atribuições de professora em outras instituições e, com a cara e a coragem, sem saber como e o que fazer, assumi o cargo que ocupo hoje.

Me sinto muito realizada profissionalmente, com muito mais bagagem e conhecimento. Tive diversos treinamentos com profissionais mais que especializados, mas principalmente, tive ótima assessoria de meus companheiros de trabalho, que me ajudaram nestes três anos de coordenação, e continuam a me ajudar hoje.

A influência do Inglês em minha vida permanece, não só em meu trabalho atual, mas também naquela profissão que escolhi como formação principal e que continuo amando – Psicologia – e principalmente em minha vida pessoal.

Como coordenadora, me sinto útil em ajudar nos Recursos Humanos de minha instituição, me sinto útil ao desempenhar funções que aprendi quando estudei Psicologia Escolar, me sinto útil em ajudar alunos e responsáveis. Porém, me sinto ainda mais feliz em conhecer pessoas maravilhosas – como a Vânia Carvalho – que em tão pouco tempo me cativou de maneira impressionante e me honrou com o convite de participar de seu blog como colaboradora e levar até vocês tudo de bom que o Inglês pode proporcionar.

Meu intuito com essa primeira postagem não é somente falar sobre minha história, mas principalmente mostrar como o idioma pode trazer a vocês tantas novas experiências e oportunidades. No meu caso, desviou completamente meu caminho profissional, da melhor maneira possível. Peço desculpas por me estender neste texto, mas prometo que, apesar de sem experiência em escrever ao público, darei o melhor de mim, assim como quando comecei aqui na coordenação, função que desempenho hoje com propriedade, toda a minha dedicação e satisfação.

Temos um encontro marcado na próxima semana, com um assunto lindo – como integrar o aprendizado da língua inglesa ao bem ao próximo: o Speaking Exchange.
See ya! Ooops… Até lá!

Lívia Campos Barcellos
Pedagogical Coordinator
CNA Campos Ouvidor
22 2733-4133
22 99833-4133

Livia Barcellos

Escrito por Livia Barcellos

Psicóloga por formação, professora por paixão. Uma pessoa que procura estar sempre de bem com a vida, e tenta dar o melhor de si em todas as funções. Assim será minha participação aqui no Blog da Vânia, onde tentarei contribuir da melhor maneira possível e incentivar a todos os leitores que busquem novas informações e agreguem conhecimento às suas vidas. Esposa, filha, mãe (de cachorrinhos) e agora escritora. Será que dá certo? =)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *