Tecnologia

Apple: entenda a questão do iPhone e suas baterias

Apple responderá legalmente na França devido à diminuição intencional do desempenho de iPhones antigos. Se o seu aparelho é um iPhone 6, iPhone 6S, iPhone SE ou iPhone 7, que foram lançados entre 2014 e 2016, pode ter sido afetado.

Na França isto é tratado com absoluta responsabilização e seriedade, já que “reduzir deliberadamente o tempo de vida de um produto para aumentar a taxa de substituição” – a obsolescência programada – é ilegal no país.

Ouvida, a Apple alega que a medida visa proteger smartphones com muito tempo de uso, que poderiam ter o funcionamento prejudicado pelo desgaste natural da bateria.

Segundo Isabela Cabral, do site TechTudo, o grupo Halte à l’Obsolescence Programmée (“pare a obsolescência programada”, em tradução livre) entrou na Justiça contra a empresa na última quarta-feira (27/12/17).

De acordo com declaração do grupo francês, os objetivos do processo são evitar que os consumidores precisem comprar celulares com mais frequência e ajudar a reduzir os danos ambientais decorrentes da troca constante de dispositivos.

A Apple fez, na noite de quinta-feira (28/12/17), um pedido desculpas, destacando que o update melhora o gerenciamento de energia dos celulares para evitar desligamentos inesperados. Assim, a redução do desempenho pode ser uma consequência. “Nunca fizemos – e nunca faríamos – nada para intencionalmente reduzir a vida útil de qualquer produto Apple, ou degradar a experiência de usuário para elevar as trocas”, afirma o texto.

De acordo com a fabricante, a substituição da bateria faz os aparelhos voltarem ao normal. Dessa forma, a Apple anunciou que vai oferecer a troca do componente por preços menores: US$ 29 (R$ 96, sem impostos) nos Estados Unidos, US$ 50 (R$ 165) mais barato que o custo padrão. No resto do mundo, o procedimento será disponibilizado ao longo de 2018.
A Apple Brasil, até a data de 28/12/17, não tinha ainda informações de como será o processo. Atualmente, substituir a bateria de um iPhone no país sai por R$ 449 nas lojas oficiais. Outras assistências técnicas, porém, praticam preços mais baixos, a partir de cerca de R$ 150.  Fonte Isabela Cabral, do site TechTudo (29/12/17).

Ainda, segundo VÍTOR M., do site pplware, parece que a Apple mudou recentemente a sua política de substituição de bateria para iPhone 6 ou dispositivos posteriores, e passou a aceitar todos os pedidos, não importa se esses iPhones passaram ou não pela ferramenta de diagnóstico interna, com o mesmo preço de US$ 29,00. Entretanto, há quem defenda a substituição sem custos para o consumidor.

Na minha opinião, ao escolher um iPhone estou pagando por durabilidade, segurança, desempenho, design, atualização e performance de primeira linha; receber menos que isto é inaceitável. O que vocês acham?

Fotos: Divulgação Internet

Vania Carvalho

Escrito por Vania Carvalho

Campista, caçula de uma família de 9 filhos, casada há 23 anos com o advogado Ralph Pessanha e mãe de Bianca e Bruno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *